Casa de Aristides de Sousa Mendes a Ruir

A Casa de Arristides Sousa Mendes em Cabanas de Viriato mais conhecida por casa do Passal está prestes a ruir face a este inverno rigoroso de chva de 2010.

Aquela que era a casa onde o antigo consul em Bordéus que salvou  milhares de refugiados do Holocausto - passava férias na companhia dos seus 14 rebentos e da primeira esposa, Angelina.

Esta casa do Passal encontra-se muito muito degradada e é um autêntico milagre ainda está de pé pois o telhado está em autêntica ruína.

Já estava previsto a recuperação deste espaço e existia até um projecto para a criação do Museu dos direitos Humanos em Cabanas de Viriato sobre a alçada do ministério da cultura mas face á típica dança das cadeiras os responsaveis por impulsionar esta intervenção já não se encotram no lugar para dar continuidade ao mesmo.
Face a isto não tarda veremos a casa do consul em ruinas e só escombros

veja aqui o vídeo da notícia

5 comentários

Clique aqui para comentários
Márcia
admin
18 de fevereiro de 2010 às 21:53 ×

É realmente uma lástima constatar que a casa está em ruínas e que ainda não se fez nada efetivamente para salvá-la. A casa, se reformada, certamente se transformaria em um excelente museu ou centro cultural, um lugar de preservação da memória e da história de Aristides de Sousa Mendes.
Vou torcer para que as autoridades acordem a tempo para a realidade e que ainda seja possível salvar esse patrimônio português que merece ser preservado.

Responder
avatar
Cristina
admin
20 de fevereiro de 2010 às 17:36 ×

De facto é um atentado à dignidade o que se está a deixar fazer. Vamos ver agora o que vai fazer já que é o vice presidente da Câmara o sr que faz parte da comissão e pouco fez. Mesmo esta junta vamos ver se vai deixar cair por terra todos os esforços do presidente da junta anterior para tornar a casa um museu. Pode ser que com a eleição do Dr Fernando Nobre a Presidente da República isto mude, visto que ele é fervente apoiante de Aristides. Vamos esperar que sim.

Responder
avatar
Arminda
admin
20 de fevereiro de 2010 às 23:40 ×

É uma verdadeira lástima, deixarem que esta casa cáia ao chão. A casa fáz parte de uma história tão rica
que todos nós devemos ter orgulho,
de um senhor que arriscou a sua própria vida, para salvar a vida de muitas pessoas.
Pois foi um homem cheio de corágem era bom que isso fosse reconhecido,
uma vez que não teve reconheci-mento nenhum enquanto vivo.

Responder
avatar
22 de fevereiro de 2010 às 14:27 ×

Surge a necessidade de As estruturas locais, ponderarem em mexer-se por forma a resolver este problema o tão breve quanto possível....

Responder
avatar
AA_SM
admin
14 de março de 2010 às 16:29 ×

Assistimos, impotentes, a mais uma desgraça na história de Aristides de Sousa Mendes

Responder
avatar