Jovens portugueses podem candidatar-se a vagas na ONU até Setembro‏

Se conhecerem alguém que reúna condições, aproveitem!

Jovens portugueses podem candidatar-se a vagas na ONU até Setembro
>
> As Nações Unidas recebem, até 12 de Setembro, candidaturas de jovens
> portugueses até 32 anos de idade, no âmbito de um concurso internacional
> para preenchimento de vagas em vários departamentos.
>
> À semelhança de países lusófonos como o Brasil, Angola, Moçambique e
> Guiné-Bissau, Portugal é incluído pelo segundo ano consecutivo no“Programa
> de Jovens Profissionais” da ONU, para preenchimento de até 150 posições, na
> organização internacional, segundo anúncio hoje publicado pelo Departamento
> de Assuntos Económicos e Sociais da ONU.
>
> Engenharia, assuntos económicos, comunicação social e ciências sociais são
> alguns dos postos que a organização internacional pretende preencher este
> ano.
>
> As candidaturas serão recebidas através do site
careers.un.org
, a um exame
> que terá lugar em Dezembro, para os pré-selecionados.
>
> Os escolhidos irão preencher vagas de nível profissional no Secretariado da
> ONU em Nova Iorque.
>
> Os cidadãos portugueses que sejam convocados para o exame não precisam de
> estar em Portugal, pois podem fazê-lo em qualquer cidade em que a ONU tenha
> um centro oficial de exames, por exemplo, em Nova Iorque, Genebra ou
> Londres.
>
> Fonte do departamento de Recursos Humanos da ONU disse à LUSA que a inclusão
> de Portugal no concurso em 2011, pela primeira vez desde 2006, deve-se ao
> facto de o país não estar a preencher esses lugares.
>
> Contudo, adiantou a mesma fonte, não há quotas para preenchimento das
> vagas: serão colocados aqueles com melhores notas, e o nome dos examinados
> não será facultado aos examinadores, apenas um número.
>
> Os candidatos devem ter habilitação universitária, 32 anos completados este
> ano ou menos, falar fluentemente inglês e/ou francês, além de serem cidadãos
> de um dos países selecionados para o concurso.
>
> O exame testa conhecimentos gerais, pensamento analítico, capacidade de
> planeamento, além de cultura sobre assuntos internacionais.

>
> LUSA
>