Historia do Santo " PARDIEIROS"


Esta parte do livro Monografia de Beijós também já foi aqui partilhada mais ou menos no mesmo contexto:

" Existe aqui uma capela dedicada a Santo Antão, que já no século XVIII, em 1758 tinha esta invocação.

  Uma lenda local explica a distribuição de quatro santos pelas localidades próximas: Santo Amaro, Santo André, São Silvestre e Santo Antão iam juntos a correr o mundo, até que se cansaram e resolveram parar, estabelecendo-se cada um deles numa das quatro povoações em redor, e mantendo-se próximos para se ajudarem se fosse preciso. Dirigiram-se logo as povoações e São Silvestre como era coxo foi o ultimo a chegar, só no dia 31 de Dezembro, em que se celebra o seu dia ficou no lugar de Moreira, Nelas. Santo Amaro ficou em Póvoa Dão, Santo André em Pedra Cavaleira e Santo Antão nos Pardieiros.

A capela de Santo Antão tem uma bonita imagem deste santo, e púlpito de pedra.

Há nos Pardieiros um lugar de pedra muito antigo, que era presença do Senhor Antunes.

A grande festa local é o 17 de Janeiro, dia de Santo Antão.

Dizem as pessoas mais velhas que até 1954 só havia nos Pardieiros um caminho de cabras, onde passavam de vez em quando carros de bois, mas nunca automóveis, porque a estrada era tão má que não permitia a sua passagem. E nos meses de inverno esse era o único caminho ficava alagado, tornando impossível outra forma de atravessar a aldeia senão a pé, sobre umas pedras que eram postas no meio da rua alagada."

  
" Este local em pedra e o sr. Antunes não descobri onde era nem que seria, se tiveres informações partilha com nós" em baixo encontram-se alguma historias de Pardieiros aqui já divulgadas.

Pardieiros tem...canção