GUERRA E PAZ, A OBRA DE PORTINARI

Dia 04 de Janeiro de 2011. Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Neste dia, fui conferir a monumental obra “Guerra e Paz”, do brasileiro Cândido Portinari. Emocionante!










A obra foi uma encomenda da ONU, estando exposta no hall de entrada da Assembleia Geral, em Nova Iorque. O artista já estava proibido de pintar por causa da intoxicação das tintas. Mas, Portinari, contrariando as ordens médicas, decidiu que iria realizar a obra.





Os dois paineis (14m X 10m), o primeiro representando a Guerra e, o segundo, a Paz, foram encomendados a Portinari, em 1952. E após quatro anos, ou seja, em 1956, Portinari entregava os paineis ao Ministro das Relações Exteriores Macedo Soares, para a doação à ONU.



Portinari só viu a sua obra acabada uma vez, quando ela foi exposta no palco do Teatro Municipal antes de seguir para os Estados Unidos. Naquele ano, 1956, o público brasileiro formou uma imensa fila ao redor do teatro para apreciar a obra.





Hoje, “Guerra e Paz” está de volta ao Rio de Janeiro para ser restaurada. E de novo, uma multidão dá voltas ao Teatro Municipal para ver, fotografar e se encantar com esse trabalho majestoso. Quatro mil pessoas estavam no teatro apreciando a obra. Um momento para não esquecer.

Enviado por: Marcia Carmo