HERBALISMO - DENTE-DE-LEÃO



O dente-de-leão também conhecida como taraxáco é uma planta com muitas virtudes terapêuticas, principalmente para ajudar a tratar distúrbios hepáticos. É um excelente diurético e muito usado para desintoxicar o organismo. Na medicina usam-se as folhas, as raízes e as flores. A infusão de taraxáco é um excelente remédio para o inchaço que ocorre durante o período menstrual.

A raíz desta planta é a parte mais benéfica para o fígado. Usa-se também para tratar inflamações da vesícula biliar, icterícia ligeira, indigestão, obstipação crónica e durante a gravidez.

A folha é um diurético bastante eficaz, usa-se como remédio para tratar a retenção hídrica, cálculos renais, incontinência urinária nocturna (tomar de manhã) e tomada com outras ervas para tratar cistites.

A planta completa, devido ás suas propriedades e efeitos benéficos a nível dos rins e do fígado, é indicada para desintoxicar o corpo de químicos, drogas e anestésicos. Pelas mesmas razões, esta planta também é indicada para dores crónicas, reumatismo, artrite e doenças de pele.

Como uso externo usa-se a seiva leitosa do caule e das flores frescas, quando é aplicada com frequência elimina as verrugas.

DOSAGEM:
O taraxáco (dente-de-leão) pode ser tomado sem restrições.
- Para retenção hídrica tomar várias chávenas de infusão durante o dia, também se pode juntar igual quantidade de folha de salva.
- Combinar o taraxáco com a bardana-maior é óptimo para tratar doenças persistentes da pele e para a artrite.

Em lojas da especialidade podem encontrar extracto líquido (concentrado) tomar 4 a 6 colheres de chá por dia e pode tomar simples ou misturar com água. O dente-de-leão também se vende em comprimidos.