AROMATERAPIA - ALECRIM

Já editamos um artigo acerca das propriedades do alecrim no herbalismo e deixamos agora mais algumas curiosidades acerca desta planta e quais as suas características na aromaterapia.

Antigamente o alecrim era considerado uma erva sagrada que podia trazer paz, tanto aos vivos como aos mortos. Na Ásia era plantado nos túmulos para que o amparo e a orientação dos antepassados pudessem transmitir-se aos vivos.

Na época da peste, o alecrim era levado em bolsas penduradas ao pescoço como protecção.

O óleo essencial de alecrim pode ser usado no banho, nas massagens, num queimador ou em inalações mas nunca pode ser usado simples.

Efeitos na pele

Graças á sua acção adstringente ajuda a esticar a pele flácida.
Bom para tratar o acne, caspa, pele e cabelos oleosos, bom para tratar a calvice.

Efeitos a nível psicológico e emocional


Dá energia e estimula o sistema nervoso central
Excelente para a concentração.

No queimador


Por água mineral no recipiente do queimador e juntar 2 gotas de óleo essencial. Deve usar sempre uma vela neutra sem qualquer tipo de cheiro.

O óleo essencial de alecrim pode misturar-se com cedro do atlas, incenso, murta e manjericão (basta colocar 2 gotas de cada).

1 comentários:

Clique aqui para comentários
7 de dezembro de 2009 às 15:20 ×

Ummm, que aroma tão bom....

Obrigada PAULO JORGE DE SOUSA BATISTA pelo seu comentário
Responder
avatar