HERBALISMO - MILFOLHADA


Esta planta é também conhecida por milefólio, feiteirinha, erva-das-cortadelas, erva-carpinteira, erva-de-são-joão, erva-dos-soldados e mil-em-rama.
É uma planta com muitas propriedades curativas e desde há muitos anos é considerada sagrada em muitas culturas, pelas suas propriedades inigualáveis para curar feridas e para baixar a temperatura.
Cresce nas regiões de clima temperado, tanto espontânea como cultivada, preferindo um habitat seco e com erva.


No herbalismo usa-se a planta completa.
USO INTERNO:
- Pode usar-se para tratar hemorróidas - (uso interno e externo)
- Para tratar estados febris, é bom para induzir a transpiração, para baixar a temperatura;
- Para problemas de circulação, pés frios e problemas de varizes;
- Para dores menstruais e pélvicas provocadas por doenças inflamatórias;
USO EXTERNO:
- Pode usar-se como loção para lavagem de feridas inflamadas e eczemas húmidos
- Para articulações inflamadas pode usar-se em compressas.
Dosagem: Em doenças agudas a milfolhada pode ser tomada livremente. Para tratar doenças crónicas deverá beber 3 chávenas de chá por dia.
No caso de tomar gotas (tintura mãe) deve tomar 20 gotas diluídas em água.
Para gripes e constipações, pode fazer um chá em partes iguais com flor de sabugueiro, hortelã-pimenta e milfolhada. É uma bebida muito agradável e muito eficaz no caso de gripe e febres. Deve beber-se quente com uma frequência de 2 em 2 horas.
Para aliviar rapidamente problemas de varizes junto 30 gotas de tintura de castanheiro-da-índia em meio litro de chá de milfolhada e beba ao longo do dia. Pode usar a mesma mistura exteriormente numa compressa.
Pode tratar eczemas varicosos com a aplicação de óleo essencial de milfolhada.
Atenção: O uso de óleo essencial desta planta ou grandes doses de preparação da planta fresca, estão proibidos na gravidez.