HERBALISMO - VALERIANA

VALERIANA
A valeriana é uma erva com um cheiro muito forte e, no passado, era usada para fazer perfume.

Hoje em dia é considerada demasiado forte para esse efeito.

A raiz é a parte da planta que se usa na medicina e está indicada para todos os tipos de doenças nervosas, incluindo enxaqueca, ansiedade e insónia.


Esta planta pode encontrar-se nas casas que comercializam produtos naturais, sob a forma de comprimidos, tintura e chá.



Pode usar-se como tratamento de uso interno para:



- Insónia, ansiedade com depressão, irritabilidade em geral, tosse irritável, dores de cabeça provocadas por tensão, enxaquecas, ataques de pânico, palpitações, dores menstruais, intestino irritável, obstipação provocada por stress e cólicas;



- Pode também ser usada como remédio calmante, no caso de tensão emocional;



- Pode tomar-se como tónico para os nervos, se tomado durante algum tempo;



- Também ajuda no caso de neuralgia, vertigens e zumbido nos ouvidos;



- Hipertensão arterial;



- Epilepsia;



- Muito útil na desabituação das benzodiazepinas e outras drogas;



- No caso de dores de cabeça, o chá também pode ser usado como uso externo em compressas.



DOSAGEM:



A melhor forma de utilização é através da maceração fria:



Colocar uma colher de chá (5 ml) de raiz picada num copo de água, deixar repousar durante a noite e beber durante o dia seguinte.



Diferentes combinações adequam-se a diferentes pessoas e casos:



- Para enxaquecas provocadas por tensão, deve tomar-se 1 ou 2 colheres de chá (5-10 ml) por dia de tintura de valeriana e agripalma.



- Para intestino irritável com obstipação, combine a valeriana com alteia e a labaça.



- No caso de flatulência e cólicas combine a valeriana com a camomila.



- Para a tosse irritável combine a valeriana com tomilho e tussilagem.



- Para o stress, uma decoção de 1 a 2 colheres de chá (2 ml) de valeriana, com algumas sementes de cardamomo num copo de água com mel constitui uma bebida relaxante.



Curiosidade:Os antigos diziam que a valeriana "cura tudo e assenta bem". Era usada para fortalecer a vista, para curar feridas infectadas e e no séc. XVI era colocada entre a roupa da cama para ajudar a um sono tranquilo.

7 comentários

Clique aqui para comentários
Ramiro
admin
3 de setembro de 2009 às 00:23 ×

Vou certamente experimentar!
Visto que como sabes sou uma pessoa muito nervosa!!

Responder
avatar
Sónia Mendes
admin
3 de setembro de 2009 às 10:19 ×

Parece-me bastante interessante, pode ser que seja desta que me veja livre da terrível enxaqueca!!!
Maria do Céu, onde se pode encontrar esta planta, é que olhando para a foto, sinceramente não a reconheço.
Existe cá na nossa zona?
Obrigada por mais este ensinamento

Responder
avatar
3 de setembro de 2009 às 14:40 ×

Olá Sónia! Penso que esta planta não se encontra fácilmente nem na nossa zona. Tal como referi no artigo a parte que se usa é a raíz da planta, e essa podes encontrar nas casas de produtos naturais e em alguns hipermercados que vendem chás ou então sobre a forma de comprimidos.Também podes comprar a tintura mãe em farmácias que vendam produtos homeopáticos.

Responder
avatar
Anónimo
admin
3 de setembro de 2009 às 23:05 ×

Externamente é concertara a única forma agradável de usar este chá. Experimentem bebe-lo, e contem-nos como foi experiência.


Obs: Quando abrirem o saco não tentem cheirar, é bombástico !


SemoG

Responder
avatar
4 de setembro de 2009 às 10:55 ×

Respondendo ao comentário do SemoG tenho a dizer que "quem se cura não se regala". Se calhar já tomaram algum xarope com um gosto muito mais "bombástico" e tiveram que o tomar.
Na minha opinião existem chás muito mais difíceis de tomar derivado ao paladar amargo que têm entre eles "pau de arco, alcachofra, etc." também depende da diluição que se aplica. Pode sempre diminuir a quantidade de chá em relação á proporção da água.

Responder
avatar
Anónimo
admin
5 de setembro de 2009 às 00:32 ×

Maria do Céu, relaxe.
O meu comentário "com erros" foi ao chá
ou antes tem haver com a minha experiência com o dito .
E temos que aprender a viver com o contraditório.

O ditado esta desactualizado, experimentem adicionar um pouco
de mel .




SemoG

Responder
avatar
Fabiana
admin
12 de fevereiro de 2010 às 11:46 ×

Olá Maria do Céu!

Estou tratando de gastrite e lido com esse problema desde os meus 16 anos.
Hoje estou com 27 anos e continuo muito ansiosa, motivo pelo qual segundo o meu médico tenho gastrite.
Por isso, ele me receitou pela primeira vez a tintura da Valeriana.
Vou aguardar confiante a melhora da ansiedade.
Obrigada pelas informações prestadas aqui.
Até.

Responder
avatar