Herbalismo- Aloe - vera

Aloés (Aloe -vera)
Aloés (Aloe -vera)

Embora o aloés seja originário da África, é cultivado em vários países e pode dar-se em regiões de clima temperado se protegido pela geada. É uma excelente planta de interior e simples de cultivar, deveria existir em todas as cozinhas para utilização imediata em caso de QUEIMADURAS. Pelas suas propriedades anti-sépticas e refrescantes, o gel desta planta pode ser aplicado directamente em feridas e queimaduras, queimaduras solares ou por radiação, picadas de insectos, alergias causadas pelo contacto com algumas plantas, dematites, eczemas, irritações cutâneas e prurido, úlceras da perna, eritema das fraldas, zona, couro cabeludo seco e com prurido, tinha, pé-de-atleta, afectas da boca.
Para a candidíase, digestão difícil, fraqueza geral e anemia causadas por deficiente absorção de nutrientes, inchaços, úlceras gástricas e doenças das gengivas.

Tomar o chá ou a tintura da folha completa para obstipação, lombrigas e congestão do fígado.

Uso externo:

Numa compressa para articulações doridas e inflamadas.
A melhor preparação para usar na pele é o gel fresco. Corte simplesmente uma fatia do cimo da folha e esprema o gel directamente sobre a pele a tratar. As folhas de aloés duram vários meses se forem conservados em local fresco.
EMPLASTROS CICATRIZANTES DE ALOÉS FRESCO
Divida a folha a meio a todo o comprimento e corte-a em pedaços de 5 cm. Embrulhe cada pedaço em película plástica. Coloque os pedaços soltos num saco de congelação, para que não se colem uns aos outros. Rotule com data e congele. Estas folhas conservam as suas propriedades durante seis a nove meses no congelador.
Para usar como loção, desembrulhe e e esfregue a zona afectada com o lado que contém o gel. Não é necessário descongelar. Repetir esta operação 2 a 3 vezes por dia.
Curiosidade:

O Aloés era conhecido na Grécia Antiga, como planta cicatrizante de feridas.
Nos países islâmicos esta planta é um símbolo da paciência

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Sónia Mendes
admin
16 de abril de 2009 às 16:22 ×

aqui está uma planta que me é familiar!!!
Tenho uma em casa... confesso que não é planta que me fascine, não a acho muito bonita, e ao olhar para ela recordo-me coisas que me arrepiam, e que magoam, mas isso são outras histórias!!!
Mas é uma planta, bastante interessante no sentido curativo... não só na cura dessas doenças que a Maria do Céu referiu, como noutras também!!!

Congrats bro Sónia Mendes you got PERTAMAX...! hehehehe...
Reply
avatar