Palavras populares ligadas a matança do porco

matança do porco
Hoje em dia ainda é muito habitual as pessoas criarem os porcos e matarem em casa para comerem, associada a esta matança do porco à algumas palavras populares utilizadas pelas pelas pessoas na nossa terra e arredores.

O desafio que aqui deixo é compilar aqui esses termos/palavras, vou deixar aqui alguns que encontrei e quem souber mais que deixe comentário que será adicionado posteriormente a este artigo.
As palavras estam ordenadas alfabeticamente de A aZ:

BANDULHO-tripas do porco

BANHA -gordura do porco

BUCHEIRA-Enchido com sangue de porco, coração e carne com gordura

BUCHO-estomago do porco
CABEÇADA - a cabeça e tambem a papeira do porco.

CALUBA - carne que envolve o pescoço do porco
CEVA - acto de alimentar o porco durante o não, preparando-o para a matança.

CHAMBARIL - pau curvo com recravas nas extremidades, que se enfiam nos jarretes do porco da matança, para o dependurar para ele enxugar.

CHAMUSCA
- acto de queimar os cabelos do porco na matança.

CHISPE-ou pés de porco, antigamente eram postos na salgadeira.
COELHINHOS- parte do porco que fica junto ao lombo, é a carne mais tenra do porco

COURATO- pele do porco que os mais antigos, punham em vinha-de-alhos, e depois assavam na brasa...

CURRAL - local onde se recolhe o porco. Também se diz pocilga, chiqueiro.

DESMANCHA
- acto de desmanchar o porco em pedaços, feito um ou dois dias após a matança, quando a carne já esta seca.

EMBIGALHO
(ou UMBIGALHO) - parte da carne à volta do umbigo que após a matança era assada e comida na adega.

ENCHEDEIRA
: Espécie de funil que serve para encher as tripas com diversos conteúdos para fazer o enchido.
ESBANDULHAR - acto de abrir o porco e extrair-lhe as tripas (bandulho) a seguir a matança.



FOCINHEIRA - carne do focinho do porco.

FALHÃO- local onde se colocava o porco para ser sangrado

FARINHEIRA - enchido feito com farinha, massa de pimentão, colorau, vinho e gordura de porco
ORELHEIRA-orelhas do porco

JANETE - nome dado ao tendão da pata do porco, onde é enfiado o chambaril para o pendurar.

LAVAGEM-refeição do porco, que é preparada com água e restos de comida como couves e farelo.

LUMIEIRA (ou ALUMIEIRA) -nome dado a uma mão-cheia de palha que se acende para chamuscar o porco.

MOLEJA - nome dado à gordura das tripas do porco,que serve para se fazerem torresmos.

PASSARINHA - pâncreas, ou baço, do porco. Nas matanças, a passarinha assada era petisco para as crianças.

PIA - recipiente de pedra utilizado antigamente para deitar a comida aos porcos.

PROVA - primeiro petisco do porco após matança;

QUEIXADA- maxilares do porco (muito apreciado na nossa cozinha)

RASPADOR-serve para raspar os pelos e pele queimados

REDANHO
(ou REDENHO) – nome dado à rede de gordura que envolve os intestinos do porco, de onde se fazem os melhores torresmos .

SALGADEIRA-especie de arca cheia de sal utilizada antigamente para conservar a carne de porco em vez das arcas frigorificas
SANGRADEIRA - faca de lâmina comprida de dois gumes, utilizada na matança do porco.

SOVENTRE - nome dado à parte da barriga do porco, por entre os mamilos, que se corta de alto a baixo no dia matança para cozer na panela.

SOVINA - peça utilizada para atar o bucho.

TALHADOR - nome dado a um tabuleiro de madeira com um pau cilíndrico no meio, que serve para cortar a carne de porco para o enchido.

TORRESMOS- prato tipico feito com carne de porco e banha de porco um prato muito usado na nossa terra
VARA-manada de porcos

8 comentários

Clique aqui para comentários
Maria do Céu
admin
1 de fevereiro de 2009 às 15:18 ×

Parece-me uma excelente ideia. Os saberes populares devem ser preservados e bem guardados, fazem parte da nossa riqueza. Aqui deixo mais umas palavras : rendinha: pelicula de gordura em forma de renda que se encontra a ligar as tripas.Caluba:carne que envolve o pescoço do porco. Queixada: maxilares do porco (muito apreciado na nossa cozinha). Bucheira:Enchido com sangue de porco, coração e carne com gordura.Enchedeira: Espécie de funil que serve para encher as tripas com diversos conteúdos para fazer o enchido.

Reply
avatar
RICARDO
admin
1 de fevereiro de 2009 às 16:41 ×

MARIA DO CÉU OBRIGADA PELO CONTRIBUTO JÁ FORAM ADICIONADOS

Reply
avatar
Patricia Pais
admin
1 de fevereiro de 2009 às 18:55 ×

raspador(serve para raspar os pelos e pele queimado)
morcela (sangue, cebola, pão)
coelhinhos (fica junto ao lombo, é a carne mais tenrra do porco)
torresmos (um prato muito usado na nossa terra)
pia (local onde se deita a comida do porco)
redanhos (é a gordura que está nas tripas)

gostei!!!
Acho que não me lembro de mais nada!

Reply
avatar
patricia pais
admin
1 de fevereiro de 2009 às 18:58 ×

Banha (gordura do porco)
Bucho (estomago)

Reply
avatar
Sónia Mendes
admin
2 de fevereiro de 2009 às 16:57 ×

Ora aqui está uma boa iniciativa...

Chispe_ (ou pés de porco, antigamente eram postos na salgadeira).

Salgadeira- (espécie de arca em madeira, onde se punha o sal, para conservar a carne, antes de existirem arcas/ frigoríficos).

Orelheira-( orelhas do porco, muito apreciada também ela salgada).

Coirato-( pele do porco que os mais antigos, punham em vinha-de-alhos, e depois assavam na brasa...)

Bem espero que estas palavras ajudem alguma coisa, pois a mim, ajudaram-me a abrir o apetite...lol

Reply
avatar
2 de fevereiro de 2009 às 21:47 ×

FALHÃO, -- onde se colocava o porco para ser sangrado.

Reply
avatar
António J. Silva
admin
2 de fevereiro de 2009 às 23:56 ×

E futebol jogado com a bexiga do porco :) Eu era campeão...
A minha infãncia foi marcada por estes acontecimentos que recordo com a maior saudade e carinho. Eram dias especiais. Homens valentes seguravam o porco, o Sr. Ramiro, com a sua mestria inigualável desferia o golpe certeiro, o sangue era recolhido logo ali pelas mulheres, o porco era chamuscado com palha de centeio, as tripas limpas na levada do Tomás, esfregadas com laranja, as morcelas e as chouriças feitas à mão, a secar no fumeiro, o desmanche, o arroz da cabeça, os presuntos pendurados na adega... Aqueles que são da minha geração poderão recordar para sempre estes lindíssimos momentos, os mais novos, tenderão a achar que o porco é um conjunto de fragmentos dispersos que aparecem nas prateleiras dos supermercados. Recordo e recordarei para sempre os sábios ensinamentos do Sr. Ramiro, um verdadeiro professor de Anatomia, que me demonstrava como funcionava o organismo do porco, que tem uma fisionomia muito parecida à do ser humano, sabendo em detalhe a posição e a função de todos os órgãos. "Queres conhecer o teu corpo, mata o teu porco..."

Reply
avatar
P Hallewell
admin
11 de fevereiro de 2016 às 00:33 ×

E as famosas "chibatas" que eram feitas do "dito cujo" do animal!!!

Reply
avatar