Solidariedade no rio de janeiro

O verão começou oficialmente às 10h04, do dia 21 de Dezembro de 2008, em todo o Brasil. E junto com a estação do ano mais esperada por cariocas e turistas que visitam o Rio de Janeiro chegou a temporada de chuvas que ocorre também na maior parte do país. Normalmente, as pancadas de chuva chegam no fim de tarde com forte intensidade e sendo acompanhadas de descargas eléctricas, após um dia de intenso calor. Assim sendo, o guarda-chuva torna-se um item fundamental na bolsa de qualquer mulher, na mochila de qualquer jovem ou na pasta de qualquer executivo que vive ou está de passagem pela cidade.

 Porém, antes do início da temporada de chuvas de verão, cariocas e moradores de outros municípios do Estado do Rio de Janeiro começaram a conviver com a chuva desde a primavera de 2008. A estação das flores chegou no ano passado acompanhada de muita água, e com ela vieram os problemas.

Doze municípios do Estado do Rio foram castigados pelas enchentes e decretaram situação de emergência por causa da chuva, e mais de 65 mil moradores das regiões Norte e Noroeste no estado ficaram desalojados ou desabrigados. Muitas destas famílias passaram o Natal de 2008 e a passagem de Ano Novo em abrigos ou em casas de parentes, enquanto que outras estiveram nestas datas, normalmente festivas, fazendo a lida de casa e recuperando o que sobrou em casa depois das chuvas.

O desespero, a dor das famílias que perderam parentes, móveis e até mesmo a casa onde moravam comoveu os habitantes da cidade do Rio de Janeiro e de municípios vizinhos, despertando na população um grande sentimento de solidariedade. Solidariedade essa que se transformou em doação. Segundo informações da defesa civil do Estado, mais de 140 toneladas de alimentos não perecíveis, roupas, água, material de limpeza e higiene pessoal, entre outros itens foram doados para as vítimas das enchentes, um recorde no número de doações.

Se as chuvas vão realmente cair durante todo o verão ainda não se sabe, porém, o que dá mais alento é saber que cariocas e moradores da cidade e de outros municípios estão dispostos a ajudar no que for preciso para levar um pouco de alento às famílias que sofreram com a terrível experiência de verem parentes soterrados devido aos desmoronamentos de terra, ou que viram suas casas serem levadas pelas enchentes.

3 comentários

Clique aqui para comentários
Villager
admin
3 de janeiro de 2009 às 00:13 ×

Excelente reportagem do Brasil. A minha esposa e' carioca e tenho muito boas memorias das minhas duas visitas a esta fantastica cidade. E' bom saber que o sofrimento de muitos e' mitigado pela generosidade de muitos outros.

Reply
avatar
Márcia
admin
5 de janeiro de 2009 às 11:36 ×

Villager,

Obrigada pelo comentário.

Fico feliz em saber que você tem boas memórias do Rio. Espero que possa retornar à cidade no futuro. Será sempre muito bem vindo.

Infelizmente, as chuvas continuam caindo,e a ajuda aos desabrigados ou desalojados ainda será necessária por um bom tempo.

Reply
avatar
Sónia Mendes
admin
5 de janeiro de 2009 às 16:17 ×

Ainda bem que ainda existem pessoas com um bom coração...

Reply
avatar