Já é Carnaval no Rio de Janeiro

Depois das festas de final de ano, cariocas e turistas só pensam em Carnaval. E nem é preciso esperar Fevereiro chegar para entrar na folia. Afinal de contas, quem gosta de sambar começa a frequentar com assiduidade as quadras das escolas de samba para aprender o samba de sua escola favorita, ou somente, para dançar ao som da bateria, que quando começa a se apresentar não há quem resista, e até quem não sabe sambar arrisca alguns passos. Difícil é ficar com o corpo parado, imóvel. Nas quadras, cariocas e turistas misturam-se numa festa que atravessa a madrugada.

Outro local onde os amantes do samba se podem divertir é o Sambódromo, local onde acontecem os desfiles das escolas de samba. É lá que às sextas-feiras, sábados e domingos de Janeiro e Fevereiro, até uma semana antes do Carnaval, as escolas de samba realizam seus ensaios técnicos, ou seja, é na avenida que eles ensaiam as coreografias, acertam a evolução ou cronometram o tempo que vão levar para cruzar a Marquês de Sapucaí. Os ensaios técnicos acontecem à noite e são gratuitos. Por isso, é comum que as arquibancadas do Sambódromo fiquem cheias de foliões que gostam de prestigiar a sua escola de samba do coração, mesmo quando o desfile não é oficial.

E vocês pensam que acabou por aí? Não, os blocos que desfilam pelas ruas do Rio – só no ano passado foram cerca de 400 – começam a se programar para arrastar uma multidão de foliões que munidos de muita alegria só pensam em se divertir, cantar e dançar ao som de músicas antigas, como as marchinhas, ou ao som de sambas tradicionais cantados a plenos pulmões. Para escolher em qual bloco brincar, basta conferir a programação que sai publicada nos jornais. Depois, é juntar os amigos, familiares e sair no maior número de blocos possíveis, se houver disposição e fôlego suficientes, é claro. Afinal, tem o "Suvaco de Cristo", "Meu Bem Eu Volto Já", "Galinha do Meio-Dia", "Imprensa Que Eu Gamo", "Carmelitas" e "Cordão da Bola Preta" – que, em 2008, reuniu 500 mil pessoas pelas ruas do centro do Rio – só para citar alguns.

Um detalhe importante: não é preciso pagar para sair nos blocos nem é obrigatório sair com fantasia. A única exigência é alegria e disposição para sair atrás dos blocos e brincar o carnaval com responsabilidade. Também é recomendável vestir roupas leves, usar um calçado confortável e beber bastante água para hidratar, afinal de contas, é verão na Cidade Maravilhosa.

2 comentários

Clique aqui para comentários
Anónimo
admin
16 de janeiro de 2009 às 13:06 ×

Muitas saudades daquela tarde esperando para a "Imprensa que eu Gamo".
Sinceramente, não é por acaso que o Rio se chama cidade maravilhosa!
Márcia, continue a dar-nos notícias cariocas,
Caterina

Reply
avatar
Márcia
admin
16 de janeiro de 2009 às 14:03 ×

Caterina,

É verdade, o "Imprensa que eu Gamo" estava bastante animado no ano passado. Gente bonita, música contagiante e uma grande vontade de brincar o carnaval e ser feliz.

Ainda não sei o dia e o horário em que o bloco irá sair. Quem sabe eu não repito a dose este ano?

Te espero aqui no Rio, seja para o carnaval ou em qualquer época do ano.

Reply
avatar