250 operários da Basmold e Lecomad esperam por salários

As fábricas em Oliveirinha -Carregal do Sal voltam a ser noticia agora no JN, os 250 operários das fábricas Basmold e Lecomad (grupo Basmad) já não acreditam na reabertura da fábrica. Defendem a insolvência das empresas para receberem os salários.
Uma centena dos 250 trabalhadores concentrou-se junto aos Paços do Concelho, para reclamar direitos e mostrar a sua indignação.
Para garantirem o pagamento das dívidas, os trabalhadores contrataram um advogado que terá já pedido a insolvência das Basmold.
As empresas funcionavam há cerca de quatro anos. A Basmold no sector das molduras e componentes de madeira, e a Lecomad em portas e derivados. A maior parte da produção era exportada para o mercado espanhol. O autarca de Carregal do Sal, Atílio Nunes, ainda acredita num resolução da questão favorável aos operários.

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Anónimo
admin
6 de setembro de 2008 às 18:35 ×

ya Sabemos que le duda con los operarios los deja en la estacada, pero y lo que han dejado colgado en el mercado español directa e indirectamente, clientes con pedidos a medias, devoluciones, proveedores, bancos, etc. GHan sido unos sinverguenzas y el mayor culpable y quien ha vendido humo y el que se ha llevado la pasta es EF sin ninguna duda

Obrigada Anónimo pelo seu comentário
Responder
avatar